carregando

Doutrinas

imprimir

+ -

Os caminhos para o sucesso tributário na hora de apresentar o SPED

Os caminhos para o sucesso tributário na hora de apresentar o SPED


O ano de 2009 começou com um novo contexto na legislação tributária do País. As empresas nacionais passaram a se integrar ao Sistema Público de Escrituração Digital (SPED). Desde então, iniciou-se a busca para entender a urgência desse processo e qual a melhor maneira de implantá-lo. Mas como solucionar as dificuldades comuns que serão identificadas durante esse processo?

O SPED tem como função principal a integração de informações tributárias da empresa. Nesse caso, o usuário do sistema precisa dispensar atenção especial para a obtenção das informações necessárias à geração dos arquivos, consistência entre os dados oficiais e a escrituração a ser disponibilizada, validação dos documentos por meio do Programa Validador Assinador (PVA), além da manutenção legal dos elementos relacionados ao SPED. Para que esses obstáculos sejam extintos, um facilitador dessas etapas pode ser encontrado no uso de um poderoso software de controle, que permita a utilização de lay-out independente ao do SPED oficial.

Com significativa flexibilidade, essa interface promove maior facilidade na obtenção dos dados, proporcionando diferentes possibilidades de adequação das informações internas das empresas às exigências dos lay-outs oficiais. É uma ferramenta que propicia a criação dos movimentos exigidos pela escrituração oficial e que não podem ser obtidos pela escrituração interna da empresa, utilizando, entre outros procedimentos, o relacionamento entre os parâmetros exigidos.

Um poderoso software de controle objetiva a minimização do nível de exposição das empresas, possibilitando: conferências periódicas qualitativas antecipadas à entrega da obrigação com identificação prévia de avisos e erros, cruzamentos e validações adicionais, verificação e conferência da apuração dos tributos, centralização de informações contábeis e fiscais, além de justificativa detalhada de eventuais ajustes realizados "fora" dos sistemas de origem.

Esse tipo de solução possibilita a criação de relatórios adicionais de conferência, inclusive no âmbito gerencial, otimizando os controles internos. Com a utilização dessa solução, as empresas diminuem o custo de manutenção da obrigação, terceirizando efetivamente o acompanhamento e adequação legal, incluindo a preservação dos lay-outs oficiais e das regras de validação oficiais.

Reinaldo Mendes Jr. - Presidente da Easy-Way do Brasil, empresa líder em soluções tributárias.

Atualizado em: 01/08/2009